Família Amorim

A Fazenda São Carlos, localizada em Botelhos, Sul de Minas Gerais, foi comprada por Carlos Cardoso de Almeida Amorim em 1969. Carlos Amorim, então um jovem executivo ligado à indústria do aço, vendera sua fazenda na região de Bebedouro e estava à procura de uma nova propriedade. Como Morava em São Paulo, onde nasceu e vive até hoje, buscava uma terra que ficasse distante a, no máximo, 300 km de casa. Um dos primeiros lugares que visitou foi a Fazenda São Carlos, a 25 km de Poços de Caldas. Passando pelo vilarejo de Palmeiral, à beira da represa da graminha, começou a caminhar pela fazenda. Afora a vegetação natural exuberante e a grande quantidade de nascentes que presenciou, ao cair da noite percebeu que sua bota de couro estava com as bordas úmidas. Deu-se conta de que estava diante de uma terra que, além da beleza das montanhas do sul de minas, era realmente bastante úmida e rica em água. Não tirou mais o pé desse lugar.
 Os talhões de café estão estrategicamente localizados entre 900 e 1.010 metros de altitude, com diversas faces de exposição ao sol. Essa região é caracterizada pela fidelidade às estações do ano, com verão de altas temperaturas e muita chuva, e inverno seco, ensolarado, com temperaturas baixas à noite.
 A represa costuma ser uma proteção às temperaturas mais frias, produzindo uma névoa durante a madrugada e ao amanhecer, principalmente nas áreas mais baixas, onde costuma escoar o ar frio.
 A Fazenda São Carlos produz somente café arábica, nas variedades: Bourbon Amarelo, Catuaí Amarelo e Mundo Novo. Todo o café da fazenda é lavado. Separam-se os bóias, que são selecionados por tamanho em peneiras rotativas. As cerejas e os verdes são separados pelos descascadores, produzindo o CD – Cereja Descascado, que responde por 45% da produção. A fazenda é uma das precursoras do Cereja Descascado, no início dos anos 80. A secagem é feita ao sol, em terreiros de concreto e em secadores. Os CDs da Fazenda São Carlos apresentam sempre excelente qualidade de bebida, seja pelo terroir, com condições naturais muito favoráveis, seja pelo capricho nas atividades de pós-colheita. A Fazenda é certificada UTZ – Good Inside desde 2010 e com isto tem toda a sua produção rastreada, desde a colheita até o benefício. O processo de colheita e pós-colheita é efetuado separando-se cada variedade produzida. Os lotes de Bourbon Amarelo e Catuaí, dos talhões localizados nos pontos mais altos, costumam apresentar notas cítricas. Os lotes de Mundo Novo e Catuaí, dos talhões localizados próximos à represa, apresentam características de chocolate e caramelo. São cafés aromáticos, adocicados, com acidez equilibrada e longa persistência na boca.
 Após cada safra, a Fazenda separa os seus melhores lotes e prepara os blends que serão levados, no ano seguinte, diretamente ao mercado consumidor pela Amorim Cafes Especiais.

 A Fazenda São Carlos está localizada na região vulcânica do Sul de Minas, na divisa dos estados de Minas Gerais e São Paulo, nos municípios de Botelhos (MG) e Caconde (SP). 

v.1.0.3067 (02/08/2019)